Os lamentos eram muitos. À porta da loja exprimia-se, alto e bom som, sem deixar margens para dúvidas sobre o que queria. Ou melhor o que não queria: perder tempo nas compras. Mas o consumismo materno falou mais alto.

– Vamos lá – disse eu. – Damos aqui uma volta e depois vamos embora.
– O quê? Já viste o tamanho da loja? – respondeu ele. – Quando sairmos daqui já o homem vai estar extinto!

Anúncios