Deitado na cama, o pai ali sentado ao lado, começou com as suas dúvidas existenciais:

– Pai, quando morremos, depois voltamos a nascer?
O pai não respondeu.
– Quer dizer, depois nasce alguém?
O silêncio do pai continuou.
– Pai, estás a dormir? Sabes, eu andava muito preocupado com a morte, mas agora já não ando. O que me interessa é viver a vida! Até amanhã.

Anúncios