Parecia uma cena saída de um filme: na hora da despedida, ela, com oito anos, pede-lhe uma caneta, que ele, com oito anos também, se prontifica a arranjar. Depois, escrevinha qualquer coisa num guardanapo de papel e dá-lhe. Ele guarda-o no bolso e dizem adeus, no final de uma manhã de animada brincadeira a dois.

Eu, que vi tudo ao longe, e roída pela curiosidade, pergunto-lhe:
– O que é isso?

Ele põe a mão no bolso, tira o guardanapo, cuidadosamente dobrado, e dá-me. Nele encontrava-se escrito o endereço de mail dela.

Anúncios